Suplementação Esportiva Personalizada, individualidade em cada objetivo
18 de abril de 2016
Mona Lisa Bevilacqua (1 article)
Seja o primeiro a comentar!
Compartilhar

Suplementação Esportiva Personalizada, individualidade em cada objetivo

“Os manipulados são preparados individualmente, e sua meta são as necessidades de acordo com a atividade física praticada.”

shutterstock_73937056Suplementação Esportiva Personalizada proporciona bons resultados em relação à melhora de desempenho, diminuição de fadiga e cansaço muscular; auxilia na prevenção de lesões e desgaste e contribui na composição corporal favorável. Cabe ressaltar que de nada adianta ter acesso aos melhores produtos, sem as informações corretas sobre seu uso. Desde já deixo bem clara a importância de um profissional para ajustar a suplementação adequada para cada indivíduo. Cresce o número de atletas. Homens e mulheres têm investido cada vez mais em saúde e qualidade de vida, mas para alcançar esse objetivo o esporte é essencial, sendo a principal recomendação médica. Com o aumento de praticantes de atividades físicas, cresce o mercado dos suplementos alimentares. Os suplementos, ao contrário do que muitos pensam, não servem apenas para auxiliar atletas de elite que buscam melhorar sua performance ou composição corporal, mas são essenciais para qualquer praticante de atividade física, inclusive os recreacionais. Para obtermos uma melhora significativa na performance e na composição corporal, precisamos ingerir diariamente todos os nutrientes essenciais, nos horários adequados. No entanto, dificilmente conseguimos fazer todas as refeições completas em determinados horários, seja por motivos de trabalho, estudo ou outras atividades. Nesse caso, a ingestão dos nutrientes essenciais pode ser realizada por meio de suplementos alimentares. Considerando os treinamentos, precisamos logo antes de nutrientes específicos, mas também com uma rápida absorção. Durante o treino, algumas vezes é necessária certa reposição, principalmente de carboidratos e eletrólitos; e após o treinamento, precisamos o quanto antes ingerir os elementos perdidos na atividade para otimizar a recuperação. Em todos esses momentos, a utilização de suplementos apresenta benefícios e mais praticidade do que a alimentação sólida.

“É importante ressaltar que cada indivíduo tem suas necessidades específicas, devendo ser respeitados a individualidade biológica e o tipo de esporte praticado; com isso a suplementação personalizada favorece resultados bem mais significativos.”

A personalização é possível pela manipulação de fórmulas diferenciadas e adequadas às necessidades individuais. Após a realização de exames e baseando-se no sexo, tipo físico, idade e composição corporal, poderá ser prescrito um suplemento personalizado, com as quantidades ideais de ativos, vitaminas e minerais para cada indivíduo. Os compostos manipulados podem ter diversas apresentações, destacando-se: cápsulas, comprimidos, pastilhas sublinguais, sprays orais, cremes com passagem transdérmica, sachês em base shake e dispersíveis, chás ou infusões, chocolates, gomas, dentre outras. Essas tecnologias partem do princípio da nutracêutica, ciência que produz a formulação de carboidratos, proteínas, lipídios, aminoácidos isolados, minerais, vitaminas e fitoterápicos com finalidade farmacêutica. Sobretudo, ocorre a possibilidade de se montar formulações com vários ativos diferentes para uma única finalidade, potencializando assim o alcance dos resultados. Um ponto que considero importante são as fórmulas preventivas. Todas as pessoas, atletas ou não, estão sujeitas a lesões. Elas podem ocorrer em donas de casa, idosos, esportistas de fim de semana, e até em atletas com alto nível de treinamento. Por mais forte e preparado que esteja o músculo, sempre há riscos de lesões, principalmente pela sobrecarga ou excesso de esforço. Mas quem pratica atividade física leva vantagem.

O atleta de elite ou recreacional, que mantém uma frequência de treino, aumenta muito a atividade metabólica celular e com isso ocorre alta produção de radicais livres gerando estresse oxidativo e inflamação. Os radicais livres têm implicado um grande número de doenças que afetam o ser humano, participando diretamentamente nos mecanismos fisiopatológicos que determinam a continuidade, o agravamento e as complicações presentes nos processos patológicos. O desequilíbrio entre a formação e a remoção de espécies radiculares no organismo é decorrente da diminuição dos antioxidantes endógenos, devido à menor formação ou maior consumo, ou ao aumento da geração de espécies oxidantes (nesse caso o que ocorre com os atletas). O exercício intenso de estresse máximo e o aumento do estresse oxidativo, se não forem controlados, em vez de gerar anabolismo e aumento de performance, ocorre o contrário — redução de performance e uma resposta de catabolismo.

“A suplementação com antioxidantes se torna essencial para combater o estresse oxidativo e a inflamação, melhorando muito o desempenho do atleta e a recuperação muscular, não só de atletas de elite, mas também de atletas recreacionais que praticam atividade constante (diariamente).”
Mona Lisa Bevilacqua

Mona Lisa Bevilacqua

Mona Lisa Bevilacqua é Pós-graduada em Manipulação Magistral Alopática / MBA em Cosmetologia / Aperfeiçoamento em Nutracêuticos e Medicina Esportiva.

Artigos relacionados

Comentários

Ainda sem comentários Seja o primeiro a comentar!

Comentar

Seus dados estarão seguros! O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios marcados como *