Chegou a hora de escolher o Tênis ideal para correr
25 de maio de 2016
Dr. André Manrique Venturine (2 artigos)
1 comentário
Compartilhar

Chegou a hora de escolher o Tênis ideal para correr

Uma grande dúvida na cabeça de qualquer corredor, desde o mais experiente até os novatos, é saber qual tênis deve comprar.

Todo corredor se pergunta qual tênis é o melhor para o tipo de pisada, ou qual tênis é o melhor para o seu biótipo. Pois bem, sendo o mais claro possível, não existe o tênis ideal ou o tênis perfeito; existe, sim, o tênis mais confortável. É praticamente impossível conseguir correr horas com algo no pé que não seja confortável. Para não sofrer na escolha de um calçado é necessário entender algumas nomenclaturas, por exemplo: pisada neutra (alinhamento dentro dos padrões de normalidade), pisada supinada (alinhamento para a lateral, o pé tende a ficar mais tempo com a borda lateral em contato com o o solo), pisada pronada (alinhamento para medial, o pé tende a ficar com a parte de dentro em contato com o solo por mais tempo). Os tênis são divididos, em sua maioria, pelo tipo de pisada como explicado acima, e também pelo tamanho de drop (diferença do desnível do calcanhar para a ponta dos pés). Ainda existem outras divisões, como o tipo de amortecimento (minimalistas, regulares ou maximalistas). Pode ser acrescida a estas divisões uma terceira, que seria o tipo de solado (barro/lama, estradão, asfalto, pista etc.).  Existe atualmente uma grande tendência em utilização de calçados superleves com pouco amortecimento (minimalistas). Não existe evidência científica de que em corredores amadores haja uma melhora de performance com o tênis minimalista comparado ao tênis regular com amortecimento padrão. Caso reste alguma dúvida, o teste é simples: basta traçar um percurso, realizá-lo com o tênis regular e depois em outro dia tentar realizar com o minimalista; é garantido que a diferença em tempo não será significativa. Observado isso, o minimalista para a melhora de performance em amadores não é a melhor saída. Atualmente, existem grandes universidades, tanto no Brasil quanto no exterior, que têm como linhas de pesquisa a biomecânica da corrida; analisam diversas variáveis, inclusive o tipo de calçado que os corredores mais utilizam.  A conclusão é quase sempre a mesma, realmente não existe o tênis perfeito; o que deve mandar na escolha de um calçado é o conforto. Ele deve ser apropriado para o tipo de terreno onde você pretende treinar. Caso queira mudar do regular para o minimalista, que esta transição seja lenta e de forma gradativa. Quanto menos amortecimento no calçado, melhor deve estar a musculatura de toda a perna e pé. Se for ao contrário, se estiver buscando mais amortecimento, a receita não muda; deve ser feita de maneira gradativa até que a mecânica da corrida se adapte à nova altura. Um último lembrete não menos importante que todos os outros já citados: nunca escolha um calçado pelo preço. Não é por ser caro que ele é bom; não é porque todo mundo usa que ele é melhor, ou não é porque todo mundo não usa que ele é o pior!

Dr. André Manrique Venturine

Dr. André Manrique Venturine

Coordenador da Equipe de Reabilitação da Labs For Fit Crefito 4 140843-F Cel 34-99551234

Comentários

  1. PAULO VANNUCCI JR
    PAULO VANNUCCI JR agosto 21, 08:22
    Excelente matéria sobre a escolha do tênis ideal para correr. Ótima matéria muito bem explicada. Parabéns ao Dr. e a revista pela iniciativa!

Comentar

Seus dados estarão seguros! O seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios marcados como *